Produtos

MSAF

O MSAF (Master Sistema de Abastecimento de Frotas) é um sistema que permite ao cliente controlar todos os abastecimentos de seus veículos realizados em sua empresa.
Muitas empresas controlam os abastecimentos internos manualmente, o que afeta sobremaneira a precisão e não permite um controle ágil e detalhado.

Como Funciona

É instalada uma automação (hardware) no computador que possui sensores de leitura na bomba de combustível. A automação é a responsável pelo armazenamento dos abastecimentos (litragens, bico, combustível, preço se for o caso) e remessa dessas informações ao sistema MSAF.

O MSAF gerencia e armazena as informações que são recebidas da automação, permitindo assim que o cliente tenha total manipulação daqueles dados, inclusive gerando relatórios.

Divisão do Sistema

Para maior facilidade e agilidade na utilização do sistema, o MSAF é dividido em dois módulos. Um deles é o Retaguarda, que consiste em um módulo gerencial. O outro é o Terminal, onde serão realizados os abastecimentos propriamente ditos.

Retaguarda (Módulo Gerencial)

Este módulo permite a realização de cadastros (veículos, fornecedores, frentistas, usuários do próprio sistema, motoristas, veículos, etc), consultas e emissão de relatórios (abastecimentos, média de consumo, estoque, veículos, motoristas, etc). É a parte gerencial do MSAF, o controle total dos dados que são inseridos via módulo Terminal.
Tela de cadastros do módulo Retaguarda

Terminal

Este módulo é o responsável pelos abastecimentos propriamente ditos. Nele o frentista/abastecedor deve identificar os motoristas, hodômetros e liberar a bomba para realização dos abastecimentos. Na parte superior possui as bombas (bicos) de combustível que estão cadastrados. Após realizado o abastecimento, o mesmo irá constar na tabela abaixo, bem como poderá ser acessado pelo módulo Retaguarda.
Tela principal do módulo Terminal

Com a utilização do MSAF é possível realizar o controle integral, preciso e ágil dos abastecimentos que sua empresa realiza internamente. Ao utilizar o sistema de abastecimento de frotas, a maioria dos dados são capturados pela automação e tags (chaveiro com um chip, por exemplo), o que dificulta demasiadamente a ocorrência de qualquer erro de digitação/escrita.